20 October, 2020

Minha Casa Minha Vida

O Minha Casa Minha Vida é um dos mais populares programas criados pelo governo federal brasileiro. O seu intuito é beneficiar as famílias de baixa renda que não possuem casa própria, tornando o acesso a um imóvel mais fácil e com condições mais acessíveis do que nos financiamentos normais. Ele foi criado há mais de 10 anos e todos os anos contrata a construção de novas moradias em todo o país, para que mais e mais famílias possam se beneficiar com a casa própria.

Publicidade

O Minha Casa Minha Vida surgiu para movimentar o mercado imobiliário, tornar os financiamentos mais acessíveis a todos e para diminuir o déficit habitacional que existia no Brasil há muitos anos. Hoje em dia esse déficit ainda existe, mas é muito menor. Se você ainda não conseguiu ser beneficiado pelo programa, não desista, pois novos empreendimentos deverão ser construídos em todos os municípios muito em breve. A seguir, conheça tudo sobre o programa e saiba como participar.

Como funciona o Minha Casa Minha Vida?

Publicidade

O Minha Casa Minha Vida é um programa voltado principalmente para as famílias de baixa renda, mas com o passar do tempo ele foi se modificando e hoje possui várias faixas de renda, para que assim famílias de todos os tipos possam ter acesso à casa própria. Ele é um programa que repassa verba para os municípios atuarem na construção de empreendimentos cujos apartamentos são sorteados para as famílias de baixa renda cadastradas no sistema. Essas famílias precisam atender alguns requisitos para concorrerem e, se são sorteadas, recebem o imóvel e passam a arcar com um financiamento acessível, cujas parcelas não são maiores do que 30% da renda familiar.

As famílias que não atendem os requisitos para concorrer a uma moradia habitacional, podem contratar diretamente com a Caixa o financiamento do programa, escolhendo o imóvel que quiser, desde que esse esteja de acordo com a sua renda. O sorteio das moradias habitacionais ocorre somente em períodos específicos do ano, quando o município recebe a verba para novas moradias.

Quem pode participar do Minha Casa Minha Vida

O Minha Casa Minha Vida possui diversas faixas de renda para incluir diferentes tipos de pessoas no programa e assim atingir um público maior. Ele é voltado principalmente para as pessoas de baixa renda que se caracterizam como a faixa 1, ou seja, famílias com renda de até R$1,8 mil.

Isso significa que, se você ou a sua família possuem uma renda que esteja dentro desse parâmetro, podem concorrer a uma casa popular através do sorteio. No entanto, famílias com uma renda superior a essa também podem financiar um imóvel pelo programa, basta irem até uma unidade da Caixa e contratarem, sem precisar aguardar o sorteio.

Faixas de Renda do Minha Casa Minha Vida

As faixas de renda do Minha Casa Minha Vida são muito importantes e devem ser de conhecimento de todos, pois assim fica mais fácil de saber quem pode ou não participar. Como já mencionamos anteriormente, a faixa 1 é voltada para famílias com renda de até R$1,8 mil por mês.

Famílias com renda de até R$2,6 mil por mês se caracterizam como a faixa 1,5 de renda. Já famílias com renda de até R$4 mil por mês, são caracterizadas como a faixa 2. Por último, as famílias com renda de até R$7 mil por mês, são a faixa 3. Todos aqueles que se enquadram em uma dessas faixas estão aptos a contratar o financiamento do Minha Casa Minha Vida diretamente com a Caixa, com exceção da faixa 1, que deve se inscrever no sorteio para concorrer.

Condições do financiamento do Minha Casa Minha Vida

Aqueles que se inscrevem no sorteio habitacional e ganham uma moradia popular também devem arcar com um financiamento, mas com condições especiais. É possível contar com até 120 meses para arcar com as parcelas, com prestações que não são maiores do que 30% da sua renda familiar. E como garantia do financiamento, fica o imóvel que você está adquirindo. O pagamento do financiamento se inicia logo após assinar o contrato e quando o imóvel está pronto, a família recebe a chave do apartamento.

Quem se enquadra nas demais faixas de renda, pode contratar diretamente com a Caixa e também usufrui de algumas condições especiais. Por exemplo, aqueles da faixa 1,5 de renda, podem contar com taxas de juros de 5% ao ano, além de subsídios de até R$47,5 mil. Os subsídios vão variando conforme a faixa de renda.

Como se inscrever no Minha Casa Minha Vida

Para se inscrever no Minha Casa Minha Vida, você deve primeiro se certificar de qual faixa de renda se encaixa. Se fizer parte da faixa 1 de renda, terá que se inscrever para participar do sorteio habitacional e isso pode ser feito diretamente na prefeitura de sua cidade ou em um órgão de habitação, caso tenha na sua região. Para se inscrever é fundamental apresentar documentos pessoais de todas as pessoas que compõem o seu grupo familiar. Depois da inscrição, a prefeitura realiza o sorteio levando em conta todos os requisitos e comunica as famílias sorteadas para que possam ir assinar o contrato.

Já quem se encaixa nas demais faixas de renda, pode reunir seus documentos pessoais e comprovantes de renda, e ir até a unidade mais próxima da Caixa. É recomendado ainda que, antes, já tenha escolhido o imóvel que deseja financiar. Na Caixa, poderá conferir todas as condições e dar entrada no contrato.

Minha Casa Minha Vida e Feirão da Caixa

Uma excelente forma de financiar um imóvel através do Minha Casa Minha Vida pagando menos e usufruindo de excelentes condições, é por meio do Feirão da Caixa. Trata-se de um evento nacional criado para movimentar o mercado imobiliário, cujo objetivo é fornecer imóveis novos e usados e ainda em construção, nos melhores preços já vistos.

As construtoras e imobiliárias parceiras que estão no evento sempre oferecem preços menores e ótimos descontos para tornar o financiamento algo possível para todos. A Caixa fornece mais informações sobre o evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *