Governo Bolsonaro muda programa para compra da casa própria – Projeto Minha Casa

Governo Bolsonaro muda programa para compra da casa própria

Anúncios

O governo atual está trazendo uma série de mudanças para os cidadãos brasileiros, o que inclui também os seus programas sociais, como é o caso do Minha Casa Minha Vida. Muito popular pelo país inteiro e sendo responsável por ter contribuído para a vida de milhares de famílias, o programa recentemente foi substituído por outro com novas regras e com a proposta de poder ajudar ainda mais brasileiros.

O Casa Verde e Amarela, como é chamado, chegou trazendo muitas mudanças e deixando muitos brasileiros com dúvidas sobre o seu funcionamento. A seguir, você poderá conferir todas as informações sobre esse novo programa que possibilita a compra da casa própria. Está curioso? Confira tudo a seguir!

Anúncios

Lançamento do Casa Verde e Amarela

O Casa Verde e Amarela foi anunciado oficialmente pelo governo federal há algumas semanas e trouxe algumas novidades para a compra da casa própria para as famílias brasileiras.

O governo esclareceu, por exemplo, que as 200 mil moradias programadas para o público da antiga faixa 1 do programa, ainda serão entregues, mas novas contratações não serão realizadas. Isso acontece porque, segundo o Governo, não há mais verba para conceder os subsídios de até 90% dessa faixa.

No novo programa, haverá uma menor taxa de juros que irá permitir que mais de 1 milhão de famílias possam vir a ser beneficiadas no futuro. O objetivo do novo programa é financiar imóveis para famílias com renda de até R$7 mil, aplicando taxas de juros diferenciadas para cada um dos quatro grupos de renda. A faixa 1 do antigo Minha Casa Minha Vida, por exemplo, passa a ser o grupo 1 do Casa Verde e Amarela composto por famílias que recebem até R$2 mil por mês.

Como vai funcionar o Casa Verde e Amarela

Até agora, parece que o novo programa será muito parecido com o anterior, não é? Mas a verdade é outra. Apesar da semelhança entre os grupos de renda, elas não vão muito longe. Agora, até mesmo as famílias do grupo 1 terão que arcar com juros e eles são a partir de 4% ao ano. No Minha Casa Minha Vida, as famílias da faixa 1 não pagavam juros e o governo pagava 90% do valor do imóvel.

Mesmo com o lançamento desse novo programa, o governo ainda não revelou quais serão os subsídios disponibilizados para cada grupo de renda e nem como funcionarão os pagamentos. O que se sabe de fato é que mesmo para aqueles do grupo 1, o subsídio não deverá ser mais de 90% do imóvel, pois a crise fiscal não torna possível oferecer um subsídio tão grande assim. O atual governo não possui mais condições de oferecer tantos subsídios assim, por isso é bom que as famílias interessadas se preparem para arcar com uma boa parte da casa, contando com condições acessíveis.

Quem vai poder participar do novo programa

O antigo Minha Casa Minha Vida foi evoluindo até abranger famílias brasileiras com renda mensal de até R$9 mil, mas isso muda agora com o Casa Verde e Amarela. De modo geral, o novo programa vai beneficiar famílias que recebam de R$2 mil a R$7 mil por mês, se encaixando em cada um dos quatro grupos de renda.

Esses valores não serão incluídos no texto da lei, por isso no futuro o governo pode voltar a oferecer as contratações das casas que eram contempladas na faixa 1 do antigo programa. Ainda falta um pouco de clareza sobre quem, de fato, poderá ser contemplado e se inscrever para participar do programa, mas acreditamos que em breve novos detalhes devem ser anunciados.

Principais benefícios do Casa Verde e Amarela

O novo programa Casa Verde e Amarela chega para ajudar a aliviar a crise fiscal que o governo atual vem passando, permitir que mais famílias brasileiras tenham a casa própria e inclusive ajudar aqueles que participaram do programa anterior pois oferece a renegociação de parcelas que ficaram para trás.

A faixa 1 do antigo programa possui uma taxa de inadimplência de 40% e com o novo programa muitas dessas famílias terão condições de regularizar a situação, evitando assim que o governo tome o imóvel.

Quando o programa começará a funcionar na prática?

Apesar de ter sido anunciado há poucas semanas, o governo não forneceu a data em que o programa começará a funcionar de fato. A expectativa é de que nos próximos meses o governo anuncie os demais detalhes sobre o programa e seu funcionamento, para deixar a população ciente de todas as etapas e o que deve fazer para conquistar a casa própria.

Em meio a pandemia, também fica difícil prever quando estaremos em um bom momento para iniciar obras e todo o processo de aquisição da casa própria, por isso o ideal é aguardar. Em um cenário melhor, o novo programa deverá começar a funcionar a partir do ano que vem, mas as famílias que possuem interesse já devem ir se preparando e guardando dinheiro para que consigam ter uma boa vantagem.

O que acontece com quem ainda espera a entrega do imóvel?

Muitas famílias que foram contempladas com a casa própria através da faixa 1 do Minha Casa Minha Vida, ainda não receberam o imóvel. Como mencionado, ainda existem 200 mil moradias que precisam ser finalizadas e entregues, por isso se a sua família está esperando uma dessas unidades, fique tranquilo, pois ela será entregue. As famílias já contempladas não serão afetadas pelo novo programa, a menos que desejem renegociar parcelas do financiamento que ficaram para trás.

Por isso, aqueles que foram contemplados e aguardam a entrega do imóvel, irão recebe-lo normalmente e contar com todas as condições e benefícios antigos. A partir das novas contratações e inscrições é que serão aplicadas as novidades do Casa Verde e Amarela.

Aguarde as futuras novidades sobre o Casa Verde e Amarela para entender melhor como ele funcionará e sua família pode ser contemplada. Essa pode ser uma grande oportunidade para você sair do aluguel e investir na casa dos seus sonhos.

Renato Dias
Renato Dias

Profissional com formação em Jornalismo pela Universidade de São Paulo, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais. Com uma trajetória consolidada, ele desempenha suas funções como redator em portais de conteúdo, onde acumula um sólido histórico de experiência e pesquisa. Sua atuação se concentra na produção de conteúdo relacionado a economia, finanças e investimentos, demonstrando profundo conhecimento e expertise nessas áreas.

Artigos: 104