30 October, 2020

Minha Casa Minha Vida adia prazo para pagamento das parcelas do financiamento

Muitos beneficiários do Minha Casa Minha Vida foram prejudicados com a chegada do coronavírus no Brasil, perdendo seus empregos e suas fontes de renda, enfrentando dificuldades para pagar as contas de casa e, consequentemente, do financiamento imobiliário. Como uma forma de ajudar os cidadãos brasileiros que foram mais afetados pela pandemia, a Caixa Econômica Federal suspendeu a cobrança das parcelas seguintes do financiamento, assim as famílias podem usar o pouco de sua renda para colocar comida na mesa.

Publicidade

O prazo para pagamento continua sendo adiado, mas ainda há famílias que não fizeram a solicitação desse benefício. Se você quer saber mais sobre o adiamento do prazo para pagamento das parcelas do Minha Casa Minha Vida, confira todos os detalhes a seguir.

Publicidade

Novos prazos de pagamento das parcelas do MCMV

Desde o início da pandemia, a Caixa Econômica Federal anunciou o adiamento dos prazos para pagar as parcelas dos financiamentos imobiliários do Minha Casa Minha Vida, como uma forma de ajudar as famílias contempladas que perderam o emprego ou estão com uma renda mais limitada devido à pandemia.

Recentemente, a Caixa ainda informou que vai prorrogar o tempo de suspensão dessas parcelas, sendo que as famílias podem ficar livres de pagar as parcelas por até 6 meses. Essa pequena pausa no pagamento das parcelas precisa ser solicitada pelas famílias interessadas, mas ainda há aquelas que não o fizeram.

Mais de 2 milhões de pessoas já estão sendo beneficiadas por essa nova facilidade e ainda resta um tempo para que a suspensão das cobranças seja solicitada. É importante ressaltar, no entanto, que as famílias não estão isentas de pagar tais parcelas, apenas que o pagamento foi adiado para um momento em que tudo estiver melhor.

Ainda é possível pedir a suspensão das parcelas do MCMV?

A Caixa Econômica Federal tomou as medidas necessárias para garantir a saúde financeira de seus clientes e, portanto, decidiu que o Minha Casa Minha Vida ficaria sem receber recursos de seus beneficiários. No início, a suspensão era válida por dois meses, em seguida o banco ampliou a suspensão para quatro meses e, mais recentemente, ampliou o prazo de suspensão para seis meses. Com os novos prazos, os pagamentos do programa voltaram a acontecer em outubro, isso se o banco não ampliar o prazo novamente.

Aqueles beneficiários do programa que não solicitaram a pausa das parcelas e vão solicitar a partir de agora, podem contar com um prazo de 180 dias para voltar a pagar as suas parcelas. Para dar entrada na solicitação é preciso falar com a Caixa através de suas centrais de atendimento, informando o desejo de pausar os pagamentos do Minha Casa Minha Vida.

Além disso, a solicitação também pode ser realizada através do aplicativo de habitação da Caixa. Caso você tenha dúvidas, entre em contato com a Caixa ou vá até uma de suas agências.

Impactos do coronavírus para o Minha Casa Minha Vida

O coronavírus causou uma série de problemas na vida de milhares de pessoas e fez muitos brasileiros entrarem em inadimplência por causa da renda que diminuiu ou, em alguns casos, por terem perdido o emprego.

O principal objetivo da Caixa ao anunciar a suspensão do pagamento das parcelas do Minha Casa Minha Vida era contribuir para diminuir a inadimplência de seus clientes, visto que a economia de nosso país não está nada agradável. Suspendendo o pagamento das parcelas, os beneficiários podem ir em busca de novos recursos para se adaptar a nova realidade e conseguir voltar a pagar em dia todas suas prestações. A pausa, portanto, é um movimento muito importante por parte da instituição, para apoiar o planejamento de seus clientes e contribuir para a economia do país.

Como será o programa após a pandemia

Muito se questiona sobre como será o futuro do Minha Casa Minha Vida após a pandemia, afinal até mesmo antes dela muitos dos recursos do programa estavam sendo paralisados. Desde o ano passado o governo federal brasileiro busca aplicar mudanças no funcionamento do programa para evitar fraudes e poder beneficiar ainda mais pessoas.

Há alguns meses novos empreendimentos não são entregues, nem são realizados novos sorteios para a seleção de novas famílias. Após a pandemia, tudo indica que um novo programa começará a valer, com novas regras e requisitos que deverão ser preenchidos pelas famílias participantes.

O intuito do governo é oferecer melhores condições aos brasileiros e voltar a focar somente nas famílias mais pobres. Ainda não foram divulgados muitos detalhes sobre esse novo programa, mas já se sabe que o Minha Casa Minha Vida será substituído e até mesmo receberá um novo nome.

Minha Casa Minha Vida é reformulado

O programa Minha Casa Minha Vida está há algum tempo suspenso, sem iniciar a construção de novos empreendimentos e sem entregar casas aos brasileiros. Nesses meses que se passaram, o governo estudou diversas alternativas e medidas para melhorar o programa, diminuir a frequência de fraudes e recuperar muitos empreendimentos que atualmente já estão desocupados e longe de centros urbanos, sem nenhuma infraestrutura.

O programa então será reformulado e passará a ter um novo nome, chamado de Casa Verde e Amarela. Ainda não há previsões de quando o novo programa será anunciado, mas tudo indica que até o fim do ano mais informações serão anunciadas. Fique de olho em todas as novidades que forem anunciadas pelo governo nos próximos meses.

Através do novo programa reformulado, novas famílias podem ter a chance de conquistar a tão sonhada casa própria de modo mais acessível e assim passarem a viver com mais conforto e segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *